Sermões na igreja

Publicado em 15/05/2014 por Matheus Cardoso como Igreja

Ontem li um artigo muito interessante sobre o hábito de pregar sermões na igreja (ao menos como costuma ser praticado).

(Tudo isto, e muito mais, já era dito incansavelmente por Ellen White há mais de 100 anos…)

  • Pesquisas mostram que o monólogo (palestras ou sermões) não é um método eficaz de comunicação e ensino.
  • As pessoas só são capazes de se concentrar no ensino em forma de monólogo por curtos períodos – cerca de 15 minutos – antes que precisem de um intervalo.
  • Sermões encorajam as pessoas, mas fazem pouco para aumentar o conhecimento bíblico ou transformar o comportamento.

Então, o que fazer?

  • Em vez de um sermão de 30 minutos, divida-o em duas ou três partes de 10-15 minutos, com intervalos: (1) estudo da Bíblia, (2) questões práticas e (3) testemunho pessoal envolvendo um ministério.
  • Diminua o sermão para 15-20 minutos. Em seguida, divida a congregação em pequenos grupos para debater sobre o tema, incluindo como a instrução pode ser usada para cumprir a missão da igreja.
  • Incentive mais o ensino em pequenos grupos. Isso pode ser feito por diferentes equipes de ministério.