Espiritualidade bíblica e formação espiritual

Publicado em 25/04/2016 por Matheus Cardoso como Espiritualidade, Igreja
Tags:

(Declaração da Universidade Andrews)

O ensino de “formação espiritual” em universidades e faculdades adventistas se tornou um assunto muito debatido nos últimos anos. Recentemente, o Seminário Teológico Adventista do Sétimo Dia e a Universidade Andrews têm estado sob vigilância por oferecer aulas de formação espiritual aos seus alunos.

Com a disseminação da espiritualidade oriental e da Nova Era em livros populares, meios de comunicação e sites, cristãos de todas as denominações têm se tornado conscientes dos perigos dessas “novas” abordagens à comunhão com o divino. Os adventistas do sétimo dia estão naturalmente preocupados com essa nova tendência, porque a autêntica espiritualidade cristã tem sido um dos nossos valores fundamentais desde nosso início como denominação, há 160 anos. Durante sua vida, Ellen White falou frequentemente sobre a necessidade de leitura e meditação na Palavra de Deus, oração e jejum. Ela advertiu que devemos “[cultivar] o amor pela espiritualidade e verdadeira piedade” (Testemunhos Para a Igreja, v. 2, p. 315). Ela também declarou: “Um reavivamento da verdadeira piedade entre nós, eis a maior e a mais urgente de todas as nossas necessidades” (Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 121). Por mais de um século temos defendido e promovido através de conferências e publicações os temas do estudo pessoal da Bíblia, oração, vida devocional, guarda do sábado, jejum, desenvolvimento da fé e muitas outras abordagens ao crescimento espiritual e à santificação. E, hoje, nossa Igreja está novamente enfatizando reavivamento e reforma, espiritualidade e discipulado. A vida genuína e autêntica que vivemos impactará o mundo para Cristo. Ler mais »

Com a ajuda de alguns amigos, preparei estas sugestões de livros publicados em português que considero extremamente relevantes para adventistas (não só pastores). Obviamente, não pretendemos fazer algo definitivo. Nem todos poderão concordar, principalmente com os materiais que ficaram de fora. Mas, com esta lista, queremos incentivá-lo a pensar em obras que foram importantes em sua jornada cristã. Nada mais importante do que começar essa troca de materiais entre nós. Ler mais »

Não há solução!

Publicado em 19/04/2016 por Matheus Cardoso como Igreja

“E, chegando Faraó, os filhos de Israel levantaram os olhos, e eis que os egípcios vinham atrás deles, e temeram muito; então, os filhos de Israel clamaram ao SENHOR. Disseram a Moisés: Será, por não haver sepulcros no Egito, que nos tiraste de lá, para que morramos neste deserto? Por que nos trataste assim, fazendo-nos sair do Egito?” (Êxodo 14:10-11)

Refletindo sobre casos que noto em minha realidade, concluo: não há solução!

Por exemplo, as pessoas não tem a menor condição de distinguir entre um líder que é tão somente um bom orador, um bom administrador, um “cara legal”, de um genuíno pregador do evangelho. Assim, o povo não sabe e não tem como cobrar dos líderes; por isso, os líderes se acomodam ainda mais; consequentemente, geram mais pessoas que não sabem cobrar; que geram mais líderes acomodados; que geram… E a cadeia da ignorância se retroalimenta infinitamente. Um ciclo vicioso que sobrevive da nossa falta de Bíblia, de fé, de evangelho, e que deixa um monstruoso rastro de destruição por onde passa. Afinal, como esperamos ter casamentos, famílias, membros, líderes saudáveis se nos falta o essencial, se nos falta Bíblia? Ler mais »

Cristão: adjetivo ou substantivo?

Publicado em 16/08/2014 por Matheus Cardoso como Espiritualidade
Tags:

É perigoso rotular determinadas coisas de “cristãs”. A palavra cristão aparece pela primeira vez na Bíblia como substantivo [Atos 11:26; 26:28; 1 Pedro 4:16]. Os primeiros seguidores de Jesus foram chamados de cristãos porque haviam-se dedicado a viver da mesma maneira que o Messias, e que eles criam ser Jesus.

Substantivo. Um indivíduo. Um indivíduo que segue Jesus. Uma pessoa que vive em sintonia com a realidade suprema. Deus. Uma forma de vida que gira em torno de uma pessoa viva.

O problema de transformar o substantivo em adjetivo e em seguida associá-lo a palavras é que podem criar-se categorias que limitem a verdade. Veja o que quero dizer. Ler mais »

Templo de Macedo

Publicado em 14/08/2014 por Matheus Cardoso como Bíblia, Igreja, Teologia

A construção de um novo templo da Igreja Universal do Reino de Deus em São Paulo tem sido objeto de muita atenção. A obra multimilionária do bispo Edir Macedo criou uma monumental construção em um bairro tradicional paulista, sob suspeita de fraudes e irregularidades (veja aqui). O curioso é que o templo é chamado de “Templo de Salomão” (veja aqui), o que remete a algumas ideias interessantes.

O templo de Salomão da Bíblia, assim como o templo de Macedo do Brás, não foi construído por uma iniciativa divina. Quando Davi revelou sua intenção de construir um templo, Deus respondeu que não tinha pedido a ninguém para Lhe construir uma casa suntuosa, já que Ele habitava na tenda do santuário desde o período do Êxodo no deserto (2Sm 7:5-7; 1Cr 17:4-6). Ainda assim, Deus aceita o templo, e determina que o filho de Davi, Salomão, iria construí-lo. Ler mais »

A segunda vinda no Catecismo

Publicado em 13/08/2014 por Matheus Cardoso como Teologia

[…] está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir julgar os vivos e os mortos. […]

A partir da Ascensão, o advento de Cristo na glória é iminente (Ap 22, 20), embora não nos “caiba conhecer os tempos e os momentos que o Pai fixou com sua própria autoridade” (At 1,7; cf. Mc 13, 32). Este acontecimento escatológico pode ocorrer a qualquer momento (Mt 24, 44; 1 Ts 5, 2), ainda que estejam “retidos” tanto ele como a provação final que há de precedê-lo (2 Ts 2, 3-12). […]

Antes da vinda de Cristo, a Igreja deverá passar por uma prova final, que abalará a fé de numerosos crentes (Lc 18, 8; Mt 24, 12). A perseguição, que acompanha a sua peregrinação na Terra (Lc 21, 12; Jo 15, 19-20), porá a descoberto o “mistério da iniquidade”, sob a forma duma impostura religiosa, que trará aos homens uma solução aparente para os seus problemas, à custa da apostasia da verdade. A suprema impostura religiosa é a do Anticristo, isto é, dum pseudo-messianismo em que o homem se glorifica a si mesmo, substituindo-se a Deus e ao Messias Encarnado (2 Ts 2, 4-12; 1 Ts 5. 2-3; 2 Jo 7; 1 Jo 2, 18.22). […] Ler mais »

O clamor da igreja

Publicado em 12/08/2014 por Matheus Cardoso como Igreja

É difícil para qualquer pessoa esclarecida conviver com tanto formalismo e tão pouco conteúdo (pastor Miguel Uchôa).

Tenho parentes em outras cidades e frequentemente presencio pregações que não alimentam o rebanho. Saímos a nos perguntar: Como uma igreja consegue sobreviver, domingo após domingo [ou sábado após sábado], com aquelas migalhas? (membro da igreja do pastor Ed René Kivitz, via Facebook).

Quando uma igreja se acostuma com a pregação expositiva da Bíblia, ela não quer mais mastigar palha. Depois que ela descobre a riqueza da Escritura, não tolera mais escutar sermão que não expõe a Escritura (pastor Hernandes Dias Lopes).

Templo = igreja, sacerdotes = pastores?

Publicado em 11/08/2014 por Matheus Cardoso como Bíblia, Igreja

Muitos cristãos acreditam que o santuário/templo do Antigo Testamento corresponde à ‘igreja’ (prédio) e que os sacerdotes israelitas correspondem aos pastores. No entanto, essa ideia é contrária aos ensinamentos do Novo Testamento. Por isso, ela é corretamente rejeitada pelas igrejas evangélicas em geral, inclusive a IASD. Acompanhe um resumo do que o Novo Testamento ensina sobre o assunto.

Santuário/templo

  • Na nova aliança, o santuário/templo físico desaparece

Todavia, o Altíssimo não habita em casas feitas por homens (At 7:48).

  • No Céu, há o santuário celestial (que já existia nos tempos do Antigo Testamento)

Ler mais »